domingo, 4 de abril de 2010

Plano de Aula 2

(Escolha e análise de um bom plano de aula)

Artes
Movimento surrealista

Valéria Peixoto de Alencar*


Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

Objetivos

1) Aprofundar o estudo sobre o movimento surrealista;

2) Utilizar a colagem como técnica na produção de obras.

Comentário introdutório

O movimento surrealista preocupava-se em trabalhar a linguagem do inconsciente, dos sonhos. Não o sonho no sentido de desejo, como por exemplo: "sonho com um mundo melhor", mas o sonho como o momento em que os elementos do nosso inconsciente afloram para a consciência.

Material

O texto Surrealismo, do site Educação é um bom ponto de partida.

Revistas antigas, tesoura, cola e papel canson.

Estratégias

1) Leitura e interpretação do texto sugerido.

2) O professor deve levar para a sala de aula imagens de outros artistas surrealistas para que os alunos façam a análise do material. Os alunos também deve trazer outros materiais para uso na atividade.

3) Esclarecer o que é essa imagem do inconsciente, dos sonhos, da imaginação, o "não real", o que não tem lógica aparente.

(Acredito que esses entendimentos devem ser um pouco mais aprofundados a partir de fundamentação em texto e discução em sala).

4) Propor atividade prática.

Atividade

Os alunos realizarão sua obra surrealista. Pode ser a representação de um sonho que tiveram, uma imagem crítica da realidade ou até um tema proposto pelo professor.

Para realizar a obra, utilizarão a técnica da colagem. Eles devem ter em mente a imagem que irão representar e recortar das revistas para realizar a composição.

Lembrar aos alunos que eles precisam se preocupar em fazer representação que fujam do real, da lógica aparente.

(Não parece relevante, a orientação para que o aluno faça representações que fujam do real, mas que percebam essa sub-realidade.)

Por isso, a importância de se trabalhar a leitura de obras de diversos artistas surrealistas.

Sugestões e dicas

A leitura de imagem deve ser um exercício de mediação. Escute o que os alunos interpretam antes de dar as informações sobre a obra. Pode ser interessante a interdisciplinaridade com as disciplinas de História e Português para melhor contextualizar o movimento.

http://educação.uol.com/planos-aula/ult3900u163.jhtm


Texto Surrealismo, do site Educação:

Surrealismo
Criando com a linguagem dos sonhos

Valéria Peixoto de Alencar*

Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

Um relógio que derrete, um peixe com corpo de mulher. Esquisitices assim só podem ser vistas em sonho, já que estão acima da realidade - ou, em francês, "sur le réel", daí o termo "surrealismo", escola artística que tem esses delírios como tema.

"A Persistência da Memória", Salvador Dalí (1931)

Esse movimento artístico e literário surgiu em Paris na década de 1920, mais ou mesmo ao mesmo tempo em que apareciam outros movimentos modernistas, como o cubismo.

Foi o escritor André Breton (1896-1966) o primeiro a utilizar o termo, ao publicar o "Manifesto Surrealista", em 1924. Os artistas deste movimento acreditavam que a arte deveria se libertar das exigências da lógica e da razão e ir além da consciência do dia-a-dia, para poder expressar o inconsciente, a imaginação e os sonhos.

Baseavam-se também nos estudos de Sigmund Freud (1856-1939), considerado o pai da psicanálise. Em sua obra mais conhecida, "A Interpretação dos Sonhos", Freud descreve o funcionamento do inconsciente e a forma como ele aflora nos sonhos.

Em algumas obras surrealistas pode-se ver influências do dadaísmo, do cubismo, do abstracionismo e do expressionismo, que eram movimentos artísticos contemporâneos. A diferença básica em relação a esses movimentos está nas figuras representadas. O surrealismo prefere imagens de um universo onírico, isto é, o mundo dos sonhos e à imaginação.

(Possibilidade de propor pesquisas sobre esses assuntos específicos para comparação, utilizando texto e imagens.)

A fantasia e a imaginação

O catalão Salvador Dali (1904-1989) e o belga René Magritte (1898-1967) são dois dos principais artistas do movimento surrealista.

A imagem acima é um dos clássicos do surrealismo. Por que você acha que se chama "A persistência da memória"?

O relógio é utilizado para marcar o tempo. Note que as idéias de tempo e memória estão bastante ligadas. É como se, com o passar do tempo, a memória fosse se apagando, escorrendo, assim como o tempo...

Agora imagine uma sereia.

René Magritte, Invenção Coletiva, 1934

Provavelmente, a imagem de sereia que veio à sua cabeça não é exatamente essa que você viu no quadro acima. A obra "Invenção Coletiva", é de outro gênio do surrealismo, Magritte. O título da obra brinca com o imaginário coletivo, povoado de seres que não existem na realidade, mas que habitam a imaginação de muitas pessoas por serem difundidos em nossa cultura.

Por trás dessas obras cheias de sonho, os pintores surrealistas tinham um propósito bem real. O surrealismo foi um movimento surgido num período entre guerras, e tinha o propósito de rejeitar o racionalismo e a lógica, que, usados ao extremo, haviam levado a Europa a ser destruída por armas e bombas construídas graças ao uso desmedido da ciência.

*Valéria Peixoto de Alencar é historiadora formada pela USP e cursa o mestrado em artes no Instituto de Artes da Unesp. É uma das autoras do livro "Arte-Educação: Experiências, Questões e Possibilidades" (Editora Expressão e Arte).

http://educacao.uol.com.br/artes/ult1684u30.jhtm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário